SULACAP por Zuenir Ventura

Sulacap
  


  Assim que estava para inaugurar o cinema da Sulacap,procurei matérias sobre o assunto,e me deparei com esse texto de Zuenir Ventura para O Globo no Blog Conteúdo livre.Veja se não é de ficar com naúseas.

"Eu queria matar uma curiosidade, daí me dispor a viajar hora e meia de carro numa manhã de quarta-feira para saber por que inaugurar naquele fim de mundo chamado Jardim Sulacap um moderníssimo cinema de 1.373 lugares divididos em seis salas em formato stadium e equipadas com som dolby digital, projetor digital 3D, ar refrigerado, poltronas numeradas e estacionamento gratuito. Quem iria frequentar o “Cine 10 Sulacap”? O público da Zona Sul é que não iria. Daquele bairro e dos vizinhos, que formam a XXXIII Região Administrativa do Rio, na Zona Oeste, eu guardava algumas referências particulares e incompletas. A Vila Militar era para mim a prisão onde intelectuais incômodos, como a turma do “Pasquim”, foram recolhidos pelo Exército em 1969.
Realengo foi a rima que Gilberto Gil encontrou para “alô, torcida do Flamengo” no genial “Aquele abraço”, que compôs ao ser libertado. A base aérea do Campo dos Afonsos é onde se registra a temperatura mínima da cidade.

Para Adhemar Oliveira, porém, que já implantou mais de 80 salas nos circuitos alternativos em todo o país, inclusive o complexo Unibanco Arteplex Botafogo no Rio, aquela região é bem mais do que isso, faz parte de um fenômeno novo: a existência de um mercado de consumo cultural nos subúrbios e bairros mais periféricos, longe do Centro e das zonas chiques onde até agora se concentravam, por exemplo, as salas de exibição de filmes. Para ele, antigo cineclubista, “o circuito alternativo pode ser comercialmente bem-sucedido e os arteplexs tão rentáveis quanto os multiplexs”.

Foi assim que se associou com Thierry Perrone, especialista em investimento na área do audiovisual, e os dois conseguiram a parceria do supermercado Carrefour, onde instalaram o Cine 10, a ser inaugurado no dia 1o(o segundo da série será no Bairro do Limão em SP).


Resultado de uma pesquisa apontando a existência de um “raio de atendimento” de 700 mil possíveis espectadores, o complexo impressiona pela qualidade das instalações e da projeção. “Só assim o empreendimento pode ter sucesso”, conta Adhemar, para quem são indispensáveis três fatores: “Fácil acesso, ingressos mais baratos (até 30% do preço médio) e excelência do produto.” Desse modo, os espectadores locais não vão precisar se deslocar do bairro para ver um filme. Ele promete também desenvolver projetos de formação de público, como Clube do Professor, Escola no Cinema e Sessão Popular.



O slogan do Cine 10 será “o cinema mais perto de você”. Mais perto, melhor e mais barato. Para nenhum centro chique botar defeito. "
 
 
E esse foi o meu comentário:
 
Sr. Zuenir Ventura,



Seria interessante que conhecesse melhor meu "Fim de Mundo" chamado Sulacap,onde não temos favela,crianças brincam na rua,e vizinhos são como famílias.

Quem falou que o Sr. precisa se deslocar até nós ,para um cinema?Deve ter tecnologias ótimas onde mora.E nós moradores daqui não somos menos merecedores de tecnologia,cultura e informação.

Seu comentário foi de muito mau gosto,de muita falta de educação e preconceituoso.Pois na Sulacap moram muitas pessoas que poderiam ter duas casas iguais a sua e preferem a nossa paz.

O que realmente falta aqui são bons lugares para lazer ,já que precisamos viajar hora e meia de carro ,morrendo de medo de assaltos e balas perdidas.

O Mau dos sábios,inteligentes e intelectuais de hoje é que se preocupam demais nas leituras ,estatísticas e pesquisas que esquecem um pouco da educação,sensibilidade,achando -se verdadeiros donos da verdade .



 Outras pessoas que sentiram como eu comentaram também,mas destacarei um somente de autoria do arquiteto Luis:
 
"Lamentável a cronica "Mais perto e mais barato"do Zuenir Ventura do sábado 25/09 no Jornal O Globo " Eu queria matar uma curiosidade, daí me dispor a viajar hora e meia de carro numa manhã de quarta-feira para saber por que inaugurar naquele fim de mundo chamado Jardim Sulacap um moderníssimo cinema ...." ....que nobre e curioso fidalgo !!!
Mostra o ranço de uma classe média festiva pouquíssimo exigente que "se acha" em bairros nobres, condomínios fechados, carros blindados, com seguranças particulares (na maioria PMs), amizades com poderosos lícitos e ilícitos ( se sentem mais a vontade com os ilícitos), filhos em escolas Top 10 (potenciais candidatos de concursos para o funcionalismo público) e que só pensam em segurança patrimonial e lógico tb particular (se possível um PM para cada um). Nossos dirigentes e classe média quando viajam só se deslumbram com os fins e são cegos para os meios. Compare um ônibus da Zona sul do Rio com um (do interior) da Espanha ou Portugal e tb o motorista e o preço da passagem. Compare tb se as cidades tem bairros "chiques" e bairros dos "serviçais" ( e escolas, hospitais, transporte e etc). Compare a Rio-São Paulo com as auto estradas de lá (mesmo as sem pedágio). Compare os muitos parques para passeios nas cidades da Europa com a Lagoa Rodrigo de Freitas, não fedem a esgoto (Lagoa, berço da classe média alta carioca que cheira merda todos os dias em suas caminhadas e ficam sempre esperando que o poder público tome a iniciativa de proteger seus finos narizes do odor de seu próprio sub-produto). Compare os restaurantes, as comidas e tb os preços. Compare as escolas, os estudantes, as estações de trem e metrô, hospitais e compare quem os frequenta . Um filho de classe média alta lá circula em toda cidade, anda de ônibus, trem, metro, caminha na rua (tem o habito de caminhar) e aqui?

Decepcionante uma cronica desta....Sulacap é o fim do mundo graças a muitos brasileiros que fazem uso corporativo da intelectualidade, das artes e principalmente da politica para beneficio próprio a qualquer custo.

Parabéns ao Sr. Adhemar Oliveira e ao Sr. Thierry Perrone, enquanto empresários adotaram uma visão com maior sensibilidade das necessidades de uma região carente de cultura e menos exclusivista e imediatista de lucro.

O fim do mundo fica a somente a uma hora e meia da Zona Sul do Rio de Janeiro ? Ou tudo se confunde ? Ou o fim de mundo seria a Zona Sul, não como espaço físico mas o que ela abriga em termos de mentalidade ? Sr. Zuenir Ventura em terra de cego até quem tem um olho míope é Rei.....


20 de outubro de 2010 09:53


   Realmente a minha vontade é de copiar outros comentários ,mas caso queiram ver está no Blog Conteúdo Livre .
  








Comentários

  1. deve ser lembrado que vimemos em um mundo redondo. o ponto encontrado no fim do mundo também é o começo de um novo.

    ResponderExcluir
  2. Pois é Marcos,você falou pouco,mas o suficiente.Obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Crônica lamentável!
    Resposatas sensacionais!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Amigos,comentem,é importante pra mim ,saber o que pensam!

Postagens mais visitadas deste blog

Telefones do Dr. Eurípedes

Chá Plan 30 dias.

FARM,CANTÃO,ESPAÇO FASHION,ENJOY ____ DESCUBRA ONDE ENCONTRAR ESSAS MARCAS COM BOM PREÇO!!!!