O Câncer de Lula

Essa ninguém esperava.Mas esse homem já lutou por tanta coisa e  venceu que não será essa batalha que ele irá perder ! 



A notícia de que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva efrenta um câncer na laringe fez com que diversos políticos - aliados ou mesmo opositores - demonstrassem solidariedade. Por meio de nota, um dos principais partidos adversários do governo, o PSDB, afirmou ter ficado preocupado com o petista. A agremiação disse em comunicado desejar que a recuperação "seja a mais rápida e bem sucedida". "O presidente Lula ainda tem muito a contribuir para o debate político nacional", afirmou, ainda.
Pelo Twitter, a deputada federal Manuela (PCdoB-RS) disse que "Lula tem o Brasil inteiro torcendo para que ele enfrente esse câncer! Enfrentou alguns do Brasil, enfrentará em si próprio! Força Lula!". Na mesma linha seguiu o ex-deputado federal Indio da Costa (PSD), que nas eleições de 2010 concorreu à vice-presidência da República na chapa de José Serra (PSDB). Ele afirmou que "política e saúde não se misturam" e desejou uma "pronta recuperação" a Lula.
O deputado federal Jean Wyllys (Psol-RJ) criticou a "humanidade de quem está sendo cruel com o presidente Lula". "Meu pai morreu de câncer após longo sofrimento. Sei quão terrível e degradante é essa doença para o corpo e pra alma", disse. Já o presidente nacional do PMDB, Valdir Raupp, disse que lamentava o diagnóstico e que agora é "hora de torcer e rezar por Lula". Por sua vez, o presidente do Senado e ex-presidente da República, José Sarney (PMDB-AP), afirmou que tem grande expectativa na pronta recuperação. "Ele é muito importante para o País", disse, por meio de um assessor.
O presidente do PSB e governador de Pernambuco, Eduardo Campos, um dos políticos mais próximos de Lula, comentou que levou um susto ao saber da notícia, pois tinha participado da festa de aniversário do ex-presidente na quinta-feira e não notou problemas. "Lula é um bravo, um homem de muita disposição de luta. Além do mais, o boletim médico é tranquilizador. De maneira que, mais do que confiança, tenho fé que tudo isso será resolvido e que o nosso presidente Lula continuará sendo a grande referência do Brasil por muito tempo ainda", afirmou, por meio da assessoria.
O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), que também foi ministro da Justiça no governo Lula, manifestou solidariedade e esperança por meio do Twitter ao ex-chefe. "Um grande abraço ao presidente Lula. Sairá desta, assim como saiu de tantas outras", afirmou. O ex-presidente do PT, José Eduardo Dutra, também foi na mesma linha. "Quem já enfrentou - e venceu - tantos desafios ao longo da vida, vai vencer mais este", disse.
Cura em três meses
"(Os médicos) estão dizendo que em três meses têm como se curar com a quimioterapia", afirmou o ministro da Secretaria-Geral da Presidência e ex-chefe de gabinete de Lula Gilberto Carvalho.
Segundo ele, naquele momento Dilma disse estar "muito preocupada". "Estamos todos muito preocupados, mas temos esperança da capacidade dele de superar obstáculos. Conhecemos sua energia e sua saúde. E se Deus quiser vai superar mais esse obstáculo," afirmou Carvalho à Reuters.
O câncer de Lula
Após queixa de dores de garganta, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva realizou uma série de exames na noite de 28 de outubro. Na manhã do dia seguinte, foi divulgado boletim médico do Hospital Sírio-Libanês, de São Paulo, informando que foi diagnosticado um tumor maligno na laringe, que seria inicialmente tratado por quimioterapia.
O câncer na região da laringe é mais comum entre homens e o de maior incidência na região da cabeça e pescoço. Os principais fatores que potencializam a doença são o tabagismo e o consumo de álcool. Já os sintomas são: dor de garganta, rouquidão, dificuldade de engolir, sensação de "caroço" na garganta e falta de ar.
Com informações da agência Reuters.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Telefones do Dr. Eurípedes

Chá Plan 30 dias.

Sobre meus remédios de emagrecimento receitados pelo Dr. Eurípedes